family-300x300Academia familiar! Assim está escrito na fachada do estabelecimento, em letras garrafais; caprichosamente desenhadas.

É discreto o glamour na entrada da academia. As letras não são luminosas; néon, nem pensar! Aliás, todas as suas luminosidades parecem estar em seu interior.

Uma porta muito estreita, como a indicar que lá dentro a tarefa é árdua.

Da porta estreita segue-se até os inúmeros aparelhos que a academia possui; parece que todos eles levam a ‘clientela’ à busca de equilíbrios.

Todo o seu aparato parece estar apto a sanear adiposidades que a ‘clientela’ possui: tentar deixar os frequentadores sem a gordurinha localizada do orgulho parece ser a meta principal.

Malhadores da Familiar são de compleições diversas; é a diversidade dos preparos físicos.

Na academia há instrutores que envidaram esforços para bem se prepararem para suas funções; mas também eles não são perfeitos: possuem excessos e claudicâncias!

Há na academia clientes ‘difíceis’, que exigem um pouco mais do exercitamento do perdão tanto dos ‘colegas’ como dos instrutores. Este – o perdão – tonifica os músculos de todos, deixando-os saudáveis. A propósito, o melhor ‘aparelho’ da Academia Familiar é este, e que leva a clientela como um todo, incluindo os seus ‘donos’, à compreensão desta virtude.

Ainda sobre este aparelho, proporciona ao cliente se solidificar dentro da academia e, por extensão, fora dela.

Na academia, em águas cloradas pelo respeito e tolerância, a ‘clientela’ se exercita e nada na mesma crença, com a mais absoluta consideração ao credo de cada um…

Um dos mais dignos e competentes Instrutores dessa Academia que viveu no século passado entre o Ceará e o Rio de Janeiro e que costumava chamar amorosamente sua clientela de ‘amados filhos’, ‘filhos da minha alma’, ‘amigos do coração’, ‘filhos meus’, ‘alma querida’, diria que “a família é a academia espiritual onde iremos realizar os primeiros exercícios de abnegação e renúncia na conquista do verdadeiro amor…”

Exercitada no perdão, na renúncia e na abnegação, essa clientela que já conquistou o verdadeiro amor e por já se considerar ‘sarada’, procurará novos rumos e ao adquirir franquias abrirá, em outras plagas, ‘filiais’ da Academia familiar…

… E formará sua nova clientela, muito comum à da matriz e com as mesmas etapas a vencer: sanear as gordurinhas do orgulho, emparelhar as diferenças musculares através do perdão, para, logo após, ‘voltar à calma’ através da paciência e da docilidade.

Matriz e filiais, franquias dessa Academia familiar de amor, responsabilidades e ajustes, continuarão em suas lutas, sempre buscando a saúde e o equilíbrio nessa agremiação chamada também de Escola das diferenças.

(Sintonia: Nossa família, pg. 40 de Recados do meu coração de José Carlos De Lucca/Bezerra de Menezes, Ed. InteLítera) – (Outono de 2012 e reeditado, a pedido, no outono de 2017).

 

 

6 Comentários para “Academia familiar”

  • Silvia Gomes disse:

    Como sempre, lindo e bem objetivo o seu texto meu amigo!
    É na “Academia Familar” que está localizada a nossa oficina de aprendizado. É nela que aparamos as arestas, azeitamos as engrenagens e solidificamos nossos passos em direção ao Alto. É nesta verdadeira “Academia/Escola” que zeramos compromissos, ou nos comprometemos mais ainda.
    Obrigado mais uma vez pelos ensinamentos!

    Abraço muito fraterno!

  • euridice disse:

    amigo querido,queria ser seguidora do seu blog,mas,nao consigo achar como! nem mangue nao…pq,nao sou muito “espert” na internet,rsrsrsrs…amigo,tenho lido seus textos belissimos,com um tom brincalhao,mas,de uma seriedade e liçao sem igual! pbgda pela aprendizagem através dos seus escritos,obgda,abço fraterno

  • fatima disse:

    Maravilhoso, excelente a colocação da semelhança entre a matriz e as filiais.Obrigada.

  • Luci Damati Louzada disse:

    Meu amigo e mestre Claudio… a “Academia Familiar” ou seja, a nossa casa, não é apenas um refúgio de madeira ou de alvenaria, é o lar onde a união e o companheirismo se desenvolvem. As vezes, aquela criaturinha complicada que temos junto de nós, na nossa família, traz consigo as marcas de sofrimentos ou deficiências que lhe foram impostas por nós mesmos em passadas reencarnações e então nesta Academia, teremos a oportunidade de evoluir, tentando resolver estes pequenos/grandes problemas. Nosso Pai é tão bom e justo, que nos dá muitas chances para resolvermos as nossa mazelas!!!! Precisamos saber como aproveitá-las da melhor maneira!!!!! Abração!!!!

  • fatima disse:

    Lindo!!!
    Com o passar do tempo, nos conscientizamos que precisamos malhar cd vez mais, para termos qualidade de vida e como sentimos o tempo passando veloz!
    Urge aparar as arestas, tonificar os músculos… graças a Deus temos aparelhos cd vez mais sofisticados e mestres melhor preparados.
    Depende só de nós, nossa boa vontade, nosso amor, perseverança e sabedoria

  • fatima disse:

    Como é difícil!!!

Deixe um comentário