ma04b

Se eu tiver que ir de ré, que seja para frente;

Se eu tiver que espalhar algo aos quatro ventos, que proclame que pessoas me amam e se interessam por mim;

Se eu tiver que ajoelhar, e que não seja para orar ou por ter caído, que eu aproveite e amarre o sapato de meu irmão;

Se eu tiver que chorar, que também soluce, e que minhas lágrimas não só salguem o meu rosto, mas que sejam cheias de emoção, reconhecimento ou louvor;

Se eu tiver que me embriagar, que me inebrie do conforto que recebo de todos os meus amigos;doutores-da-alegria-e-brincadeiras

Se eu desejar ficar desleixado, que eu relaxe meu stress minha impaciência, minha afobação… Aquela minha algariação!

Se eu precisar deixar cair de minhas mãos o evangelho ou o livro de que mais goste, que seja para elas socorrerem, soerguerem, transportarem…

Se eu tiver que me arrazoar, que use o coração para fazê-lo;

Se eu tiver que dizer que te amo, que te faça, antes, qualquer bem para provar o meu amor; e, finalmente,

Se eu tiver que empregar a força que a utilize no combate aos meus defeitos que me tornam menos digno perante mim, perante ti e perante minha Divindade.

(Verão de 2013).

2 Comentários para “Contradições por amor…”

Deixe um comentário