201502031027xD924O escândalo é necessário, mas ai daquele por quem o escândalo vier. (Mateus, 18, 7).

* * *

No planeta onde vivemos, ainda de provas e expiações, conviveremos por algum tempo com escândalos. Até que a regeneração se faça, escandalosos por aqui ainda reencarnarão. Ou todos nós, os equivocados, precisaremos reviver, reviver e reviver!

Expiação, provas, aprendizado, são razões pelas quais a Divina Providência ainda se utilizará de vias um pouco ‘tortas’ para ‘cutucar’ a humanidade.

Expiação significa que, ao escândalo que provocarmos nesta ou em outras vidas, ferindo-nos ou ferindo a irmãos, nos será imputado, dentro da lei de causa e efeito, corrigenda de mesma intensidade.

Prova significa que neste vale de lágrimas, mesmo quites, ainda precisaremos conviver e sobreviver a escândalos, para sermos testados em nossa perseverança.

Aprendizados serão todas as expiações e provas entendidas como lições da Soberana Justiça Divina.

Escândalos, portanto, fazem parte de uma Estratégia Divina. Quanto aos escandalosos, – incluímo-nos aqui todos os equivocados – embora não estejamos fora dos Planos Redentores, nosso ressarcimento será inevitável e para tal estaremos sujeitos a revivências, tantas quantas forem necessárias, em planetas destinados a expiações e provas.

É possível, ainda, que escândalos e escandalosos estejam inclusos na Lei de Destruição, também Divina Estratégia, ou que venhamos a realizar nossas provas num contexto que nada a tenha a ver conosco, mas servirá de oportunidade para ser testada nossa já reintegração.

* * *

Imaginemo-nos vivendo num planeta onde não houvesse nenhum escândalo, nenhuma tragédia, nenhum acontecimento ruim que oportunizasse expiações, provas ou ensinamentos… Não mais seria esse um planeta de provas e expiações!

O objetivo aqui não é defendermos os escândalos ou escandalosos, mas os estratégicos propósitos da Divindade a nosso respeito.

(Sintonia: Questão 307 de O Consolador, de Emmanuel e Francisco Cândido Xavier, 29ª edição da FEB) – (Outono de 2015).

One comentário para “Estratégia Divina”

  • Silvia Gomes says:

    “Imaginemo-nos vivendo num planeta onde não houvesse nenhum escândalo, nenhuma tragédia, nenhum acontecimento ruim que oportunizasse expiações, provas ou ensinamentos… Não mais seria esse um planeta de provas e expiações!

    O objetivo aqui não é defendermos os escândalos ou escandalosos, mas os estratégicos propósitos da Divindade a nosso respeito.”

    Verdade Claudio! O destino do Planeta é certamente a evolução, mas ainda somos nós os equivocados que ainda precisam viver e reviver neste plano de escândalos e escandalosos, até que enfim consigamos enxergar a luz que esteve sempre dentro de nós e não sejamos mais causadores de nossas próprias dores.
    Obrigado por mais essa bela e oportuna crônica! Abraço!

Deixe um comentário