Gérson foi meia armador da seleção Brasileira de futebol em 1970 e portador de uma canhota invejável. Conquistado o tri-campeonato, mais tarde, o atleta faria um comercial de cigarros no qual, com seu sotaque carioca, utilizou a seguinte expressão: “Por que pagar mais caro se o Vila me dá tudo aquilo que eu quero de um bom cigarro? Gosto de levar vantagem em tudo, certo? Leve vantagem você também, leve Vila Rica!”.

Conhecida como a lei de Gérson, a expressão passaria a representar todas as pessoas que se utilizariam de situações para levar vantagens, ignorando conceitos éticos e morais.

O jogador viria a se arrepender de ter associado sua imagem ao anúncio, visto que qualquer comportamento pouco ético seria chamado de lei de Gérson ou síndrome de Gérson…

Não seria Deus extremamente Sábio e muito menos Justo se concedesse vantagens a alguns de seus filhos e a outros não. Muito pelo contrário, todos eles têm a liberdade de se adiantarem ou se atrasarem, sendo-lhes aplicados os efeitos de acertadas ou equivocadas causas e oriundos de procedimentos pró ou contrários às Leis Naturais ou Divinas.

Sem mercantilizar favores e exatamente dentro das máximas Evangélicas “pedi e recebereis” e “batei e ser-vos-á aberto”, as minhas conquistas – os efeitos – advirão de esforços – as causas – por mim realizados.

Deus, entretanto, quando é taxativo em me afirmar “recebereis” e “ser-vos-á aberto” pressupõe um amparo de encarnados e desencarnados… desde que o queira e faça por onde. Senão veja:

  • Como desejaria meu Balneário lindo e organizado se não zelo nem pelo jardim de minha casa e pelo seu entorno?
  • Com que autoridade reclamarei do sol escaldante de meu verão se nunca me dispus a plantar nenhuma árvore?
  • Que tipo de retorno desejarei de minha comunidade se até hoje enterrei meus talentos, graciosamente recebidos, não os frutificando em favor dos outros?
  • Quão limitada é minha visão e que retorno espero do Universo quando julgo que devo fazer o bem somente aos que mo fazem ou dentro das limitadas fronteiras de minha família consangüínea?

Amor, compaixão, gentilezas… grosserias, descaso, ódio, inveja, serão para mim tão somente efeitos de todas as minhas causas assertivas ou equivocadas.

Não há mistérios na lei da causa e efeito… há, e tão somente, as causas e os efeitos e eu serei, sempre, o causador de todos os efeitos que recolherei.

Mais do que vantagens, nas questões do bem ou do mal, delicadezas ou grosserias, compaixão ou descaso, haverá os efeitos de cada um… e

…Esses serão infalíveis! Cerrrrto?

(A sintonia é do cap. A recompensa pelo esforço, pg. 35 de Mensagens de esperança e paz, de Waldenir A. Cuin, Ed. EME) – (Inverno de 2012).

6 Comentários para “Lei de Gérson”

  • Silvia Gomes says:

    Cerrrtíssimo amigo! A cada um segundo suas obras! Tudo dentro das Leis Divinas e Naturais!
    Obrigado mais uma vez! Abraço fraterno!

  • Fernanda says:

    Excelente crônica meu amigo! E novamente estamos em sintonia, minha próxima postagem também traz alguns traços da lei de causa e efeito! Salve o nosso Recanto e sua sintonia fina.
    Colhemos hoje o que semeamos em passado incerto, colheremos em futuro incerto o que semearmos hoje, seja o bem ou o mal… a escolha é nossa!
    Levar vantagem hoje, pode ser uma triste ilusão que ocasionará muitas desvantagens amanhã!!

  • carla fabres says:

    Acredito que essa “lei” nunca esteve tão em alta em nosso país!!!Lamentável. Mas, o mundo gira, e quem sempre pega o atalho, um dia terá que fazer o percurso INTEIRO, e sem pode queixar-se das pedras do caminho. bjos

  • ELZA says:

    É, enquanto a consciência não desperta…

  • Luci Damati Louzada says:

    Bela mensagem meu amigo Claudio… ótima para uma boa reflexão! Se semearmos bem hoje , com certeza a nossa colheita será de bons frutos e de muita fartura…

  • Vera says:

    Deus nos dá todas as ferramrntas,só precisamos plantar e regar todos os dias com mto cuidado,para que nossa colheita seja farta.boa noite meu amigo.

Deixe um comentário