Crônicas doutrinárias

Máximas corrompidas

Nem sempre as Máximas Crísticas foram entendidas no sentido mais profundo. Indivíduos, em todos os tempos, as adulteraram, desfiguraram, corromperam, inverteram:

“Não vos inquieteis pelo dia de amanhã”, dará a alguns, margem ao ócio, deserção, ‘lei de Gerson’… Esqueceram-se tais adúlteros que o Mestre os convidaria também a “andarem enquanto possuíssem luz”;

“Nem só de pão vive o homem” levará indivíduos hipócritas a censurar os que bem administram recursos materiais colocados a serviço de comunidades. Pão do corpo e pão do Espírito sempre será necessário. Não foi assim o Pão do Monte?

“Não julgueis” também seria desfigurado: A luta contra a maledicência é diária; não possuímos o direito de ver o argueiro alheio quando em nosso olho possuímos uma trave, mas a máxima nunca deveria servir de pretextos a todos nós que deveríamos “vigiar e orar” mais, evitar desculpas e verificarmos o lado íntegro dos legados morais do Cristo; e

“Ao que vos pedir a túnica, cedei também a capa”: Desprendimento e gentilezas, não significam irresponsabilidades e negligência, mas evitar contendas irrelevantes, visto sabermos que “o que é de César é de César; o que é de Deus é de Deus.”

* * *

Os seguidores do Mestre, nem sempre tiveram escrúpulos em atentar sabiamente aos seus Ditos. Grupos e circunstâncias ainda hoje assim procedem. A doutrina dos Espíritos, na hora exata, chega para legitimar a integridade e honradez de tudo o que disse, incluídas também as máximas. Vai mais além: Instrui, esclarece e dessa forma alivia e consola.

Em tempos de corrupção galopante, tomemos um caderninho em branco; escrevamos aí os Ditos deste Amigo com seu verdadeiro significado; e evitemos, por conveniência, corromper suas máximas!

(Sintonia: Cap. Palavras de Jesus, pg. 221, Livro da Esperança, Emmanuel e Francisco Cândido Xavier, Ed. CEC) – (Outono de 2015).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.