Posts Tagged ‘Homem de bem’

5826_us_olympic_weightlifting_trialsAtletas, tribunos, poetas, pintores, para se verem premiados durante suas vidas, treinam duro, exercitam suas vozes, esteticizam seus versos e rimas, repetem seus traços e cores. Nenhum treinador lhes adiantará se suas vontades não forem férreas…

* * *

Nas questões da reforma íntima, o grande diferencial será a persistência, o sagrado e humilde recomeçar, a não deserção de propósitos; perante nosso coxear espiritual, recomeçarmos sempre! Também neste treinamento íntimo, a par do auxílio de nossos Personal Trainers Espirituais, nossa vontade fará a diferença:

  • Obstáculos da impulsividade requererão luta constante se, por conta de nosso caráter, trouxermos o flagelo da cólera;
  • Neste milênio a meta da Regeneração passa pela fraternidade; esta virtude é impossível sem trocarmos a sedentária maledicência pelo treinamento do respeito;
  • Equilíbrio requer realinhar-nos à Lei – chamamos isso de ‘realeinhamento’;
  • Abnegação não significa desejo de doar-se, mas ação; a palavra fala por si;
  • A obra é o halterofilismo da fé; é aquela que treina os músculos desta! e
  • Humildade e paciência como todos os treinamentos, requerem repetição.

* * *

Existem campeonatos ocultos sem qualquer aplauso do mundo, embora atenciosamente [assistidos pela] Esfera Espiritual. Os louros advindos de treinamentos íntimos refletem as pequenas vitórias de nossa alma no entrevero da Academia Terrestre. Aliás, na fachada dessa Academia está escrita a máxima “Buscai e achareis.”

(Sintonia: Cap. Campeonatos, pg. 214, Livro da Esperança, Emmanuel e Francisco Cândido Xavier, Ed. CEC) – (Verão de 2015).

n683“Entre os chamados para o espiritismo, muitos se transviaram; reparai, pois, vosso caminho e segui a verdade.” (ESE, XX, 4).

* * *

Pertencemos ainda ao cristianismo dogmático, paramentado, exteriorizado ou já conseguimos ingressar na Nova Era, a do cristianismo redivivo, simplificado, raciocinado, preservado pelos apóstolos logo após a ‘partida’ do Mestre?

Apadrinhamos o apocalipse, o ‘não tem jeito’, a desagregação, ou somos a viga robusta, sustentáculo da opinião de que a Nova Era prevê evolução lenta, porém constante?

Conformamo-nos junto às ‘batatas podres’ ou somos partícipes da célula sadia, capaz de influenciar e renovar ambientes?

Somos partidários da destruição, da indisciplina do pessimismo, ou já conseguimos tremular a bandeira do refazimento, da ordem da esperança?

Estamos ligados ainda à hipocrisia do desejo de sermos faróis para a humanidade ou preferimos a honestidade da chama dos pequenos serviços que iluminam e aquecem?

Sabemos e temos muito ou somos muito?

Nosso serviço é alardeante ou já nos firmamos através do anonimato, da simplicidade e da transparência, compreendendo ser esta a melhor propaganda da doutrina?

* * *

Optamos pela alternativa “B”?  Se ‘já somos’, ‘já tentamos’, ‘já conseguimos’, ‘já desejamos’, ‘já nos firmamos’, ‘já preferimos’…

… é possível que já entendamos o que é ser espírita e começamos a reparar nossos caminhos e seguir a Verdade!

(Sintonia: Cap. Ser espírita, pg.187, Livro da Esperança, Emmanuel/Francisco Cândido Xavier, editora CEC) – (Primavera de 2014).

dedo_de_deus

Marcados por Deus, todos os espíritos o foram por ocasião de sua criação. Significa esta marca que todos, uns mais cedo, outros mais tarde, dependendo do esforço de cada um, se tornarão não iguaiszinhos a Deus, mas bem parecidinhos com Ele…

Tal afirmativa é válida, também, para a sabedoria, e esta eu a entenderia como sendo o aproveitamento máximo de todas as atuais dez Leis Divinas ou Naturais: Se, conforme a questão 617 de O livro dos Espíritos, o sábio estuda as leis da matéria e o homem de bem estuda e pratica as da alma, o espírito que conseguir aliar uma à outra, em encarnações subseqüentes, aos poucos se tornará um indivíduo portador de sabedoria, pois a marca de Deus lhe favorece.

A ‘chamada’ do capítulo de hoje de Os prazeres da alma, salienta que o saber implica a facilidade de elaborar idéias simples para explicar coisas aparentemente complexas, utilizando-se os recursos fecundos e inspirativos do universo interior:

Facilidade de elaborar idéias simples: O sábio, – e doravante o entenda como o indivíduo que conseguiu adicionar homem de bem + sábio – já consegue sintetizar suas idéias e sem fazer rodeios e se utilizando de termos compreensíveis, elaborará idéias também simples. Dr. Bezerra de Menezes, em meia página sobre um assunto do dia a dia, consegue conduzir seus leitores à convicção e muitos às lágrimas.bom_samaritano

Explicar coisas aparentemente complexas: O sábio é, antes de tudo, um iluminador, ou, tornando assuntos que antes eram complicados em agora compreensíveis ou descomplicados, ele clareará idéias a indivíduos até então desconexas ou absurdas. Sua tarefa de explicar nada mais é do que aclarar ou tirar da escuridão qualquer tipo de coisas que indivíduos ainda as ignorem.

Utilizar-se os recursos fecundos e inspirativos do universo interior: O sábio lançará mão de sua riqueza interior, aquela que o homem de bem acumulou em várias vivências, e aliando-a às do homem que também domina já algumas ciências, fecundará, inspirará e iluminará outras mentes também candidatas a sábios.

Todas estas são as implicações do saber somente possíveis às criaturas de Deus ou…

Marcados por Deus!

(Sintonia e expressões em itálico são do cap. Sabedoria, pag. 37 de Os prazeres da alma, de Hammed/Francisco do Espírito Santo Neto, Ed. Boa Nova) – (Verão de 2013).