Posts Tagged ‘Juventude’

Mestre do Amor e Divino Pedagogo, cativo que sempre foste pelos pequeninos, lembramo-nos de todas as recomendações que nos deixaste sobre todos estes pequenos seres, uns por serem menos assistidos e outros por serem pequenos, mesmo…

Marca-nos, sobremaneira Jesus, a frase de impacto que nos deixaste pelo doutor Lucas “deixai vir a mim os pequeninos, porque deles é o Reino dos Céus” 1, como uma manifestação inequívoca de que o Reino de Nosso Pai estaria reservado aos simples, aos ainda pouco instruídos, aos recém iniciados em tudo, aos caidinhos…

Mestre, inúmeros artistas retrataram – e com fidelidade – este versículo evangélico e, quanto mais analisamos essas obras, mais conseguimos ver as crianças de nosso hoje, enlaçadas em teus braços e atentas às tuas belas histórias – Ah! E que histórias contaste! Aqui conseguimos ver, certamente, também os pequenos de nossa Casa2

Amado Jesus nos referimos, nesta hora, literalmente aos pequeninos e te pedimos deixa-os vir ao Recanto de Luz e que seus balbucios, seus chorinhos, seus gracejos, seus gestos, suas tarefas e suas palavras invadam nossa Casa e que aqui eles se sintam em casa.

Deixa vir ao Recanto a Duda, a Aninha e a Mellanie que na inocência de seus primeiros anos se darão ao luxo de expor juntinho conosco durante os quinze, vinte ou vinte e cinco minutos em que lá pensarmos estar dizendo verdades e que, na realidade, todas as fiéis franquezas estarão vindo por suas menores e inocentes atitudes; deixa vir a Marina que sempre nos enviará um clarão através das janelas de seus belos e puros olhinhos; deixa vir a Alice com a espontaneidade de seu sorriso e sua atenção para com todos; deixa vir o Guigui e o Henrique em seus frenéticos trânsitos entre o salão a porta de entrada e a sala de intercâmbio fraterno; deixa vir a Sthefanie e o Filipe com suas adolescências já engajadas nas lidas de nosso Recanto… Enfim, deixa vir todos os outros e outros, e mais outros…

Deixa-as todas invadir nossa sala de passes e que sejam – elas sim – os verdadeiros intermediários das Divinas Benesses para estes comprometidos e necessitados médiuns, para que renovem nossas forças e recobrem o nosso ânimo inúmeras vezes aviltados e enuviados por escolhas equivocadas.

Ilumina Mestre, os evangelizadores de nosso DIJ, – Departamento da Infância e Juventude – no sentido de se inspirarem no saltimbanco3 Joãozinho Bosco que com os artifícios de mágico e prestidigitador, ganhava a confiança e os corações de sua assistência miúda. Que a parceria se estabeleça entre esses abnegados trabalhadores, Teu Evangelho e as crianças de nosso Balneário.

Permite Divino Preceptor, que as nossas crianças perseverem nas atuais escolhas e que, se o caminho for por aqui, deixa-as vir, sempre ao nosso Recanto.

Guarda-nos Jesus, mas e, sobretudo, guarda-as agora e sempre!

Que assim seja!

(Subsídios: 1. Marcos, cap. X, v. 4; 2. Referimo-nos à nossa Sociedade Espírita ‘Recanto de Luz’; 3. Dom Bosco, de Terésio Bosco, Ed. Salesiana Dom Bosco, 12ª Edição, pg. 6) – (Verão de 2011).

 Pub em “O Clarim”, Julho/2013