Qualquer que seja a corrente de crença do indivíduo, se o “Fiat Lux” do alegórico gênesis ou o Big Bang científico, – prefiro ficar com o segundo – a humanidade e os seres vivos de quaisquer reinos sempre buscaram a luz. Desde aquecer-se e receber luz solar, que o gaúcho tradicionalmente chama de ‘poncho do pobre’, passando pela feitura por atrito do fogo e desembarcando neste terceiro milênio como algo fantástico e moderno, a energia elétrica que movimenta e acende luzes faz parte do dia a dia da humanidade…

* * *

Luz e movimento: Fico a imaginar aquela simples tecla-tomada que toda a casa, por mais humilde que seja possui em suas dependências. Ao mesmo tempo em que, com um simples clique o indivíduo acende a luz que o iluminará e aos seus, também poderá acionar da mais simples à mais complexa máquina.

Todo o indivíduo que ora regularmente, que está sempre em sintonia com uma Fonte Energética e que vigia para que ‘gatos estranhos’ não lhe roubem essa Energia, possui em si uma tecla-tomada capaz de iluminar e realizar positivos movimentos que beneficiem a si, à sua família e a todos os que o circunvizinham. Esses indivíduos que já armazenaram em si essa Fonte que ao mesmo tempo clareia e movimenta, já conseguem perceber que:

1. As vítimas do mal são pessoas amarguradas. Até que elas consigam se desvencilhar das amarras e da escuridão que o mal lhes aflige é muito provável que necessitem temporariamente utilizar a luz de tua tecla e da energia de tua tomada. Sabe aquele vizinho que começa a construir ao lado de tua casa, mas que ainda não ligou sua energia elétrica? Talvez ele precise que através de uma extensão, lhe forneças um bico de luz e uma tomada para movimentar uma máquina.

2. O indivíduo ferido poderá tornar-se agressivo contigo: Tudo o levará a pensar que tu és mais um a feri-lo. Ele deixará de te perseguir com sua desconfiança a partir do momento em que perceber a claridade de teus movimentos e de tuas intenções em cicatrizar as suas chagas.

3. Normalmente e até pela lei de causa e efeito, quem me persegue é alguém que acumulou mágoas pelo que eu já possa lhe ter feito em ‘qualquer época’. Não sendo ‘de graça’ tais rancores, este e não amanhã, depois, é o melhor momento para eu dissuadi-lo com a luz e energia que eu já tenha, que precisaremos nos acertar, refazer nossa ‘rede’ de energias, atualizá-la com os cabos mais potentes da tolerância e da compreensão.

4. Os que te caluniam poderão ser pessoas profundamente infelizes. Por não suportarem, talvez, a luz própria e energia que acumulastes, passam a ‘inventar coisas’ a teu respeito para te depreciar junto aos que convivem. Tua luz e tua energia, ou a claridade que lhes aplicas ou teus movimentos em seu favor poderão aos poucos convencê-lo do contrário, que és verdadeiro e que desejas ajudá-lo a ser tão feliz quanto tu és…

* * *

Não há milagres, inventivas ou ‘gatos’; não há efeitos mirabolantes nesta questão… Ou me acerco – te acercas, nos acercamos… – da luz e da energia da oração, da vigilância e das Boas Companhias ou estarei impossibilitado de percorrer caminhos claros, em companhias energéticas e estendendo esses clarões aos que ainda se acham em todos os tipos de penumbras.

(Sintonia: Cap. Acende a luz, pg. 149 de Meditações Diárias, de André Luiz/Chico Xavier, editora IDE) – (Inverno de 2013 e ainda no Cassino). 

2 Comentários para “Tecla-tomada”

  • Silvia Gomes says:

    “Não há milagres, inventivas ou ‘gatos’; não há efeitos mirabolantes nesta questão… Ou me acerco – te acercas, nos acercamos… – da luz e da energia da oração, da vigilância e das Boas Companhias ou estarei impossibilitado de percorrer caminhos claros, em companhias energéticas e estendendo esses clarões aos que ainda se acham em todos os tipos de penumbras.”

    Verdade Claudio! Se não sintonizarmos com a Luz do Bem, caminharemos na penumbra, dependendo das lanternas alheias, quando temos todas as possibilidades de fazer brilhar a nossa própria luz , para que somada a de todos possa clarear a estrada que temos a percorrer.
    Belíssima crônica! Grata pela partilha! Abraços!

  • Maria de Fatima Souza Silveira says:

    Livre arbítrio!!!
    Orar e vigiar!!!
    Muito obrigada!

Deixe um comentário