Crônicas diversas Crônicas doutrinárias

Guadalupe, Aparecida, Fátima, Lourdes, Caravaggio…

Conta-me José Carlos Leal, às pg. 13, 33, 34 e 35 de Maria de Nazaré que “naquela época, as casas de Nazaré possuíam a forma cúbica [e] eram, em verdade, grutas aproveitadas como moradia, contendo no interior, por vezes, um só compartimento, dividido em duas partes: Uma para os animais e outra para os seres humanosNuma destas moradas, o evangelista e doutor grego Lucas encontraria Maria já de cabelos grisalhos e talvez no ocaso de sua encarnação. Nessa época Maria, Mãe do Redentor, revelaria ao literato fatos até então não contados por nenhum dos contemporâneos de Jesus. Contar-lhe-ia, com toda a sua humildade, porém com responsabilidade, do papel que lhe coubera no Plano de Salvação. Deixaria claro, também, que enquanto Jesus estava em missão encarnatória, ela precisou viver na obscuridade, mas que doravante e principalmente na espiritualidade, poderia ser co-redentora, em face da missão que o Filho lhe outorgara em sua derradeira hora…

Não me impressionam todos os títulos que a igreja Lhe concedeu; emocionam-me todos os cenários onde essas manifestações mediúnicas aconteceram e ante as ‘necessidades’ de cada público alvo: Do índio Juan Diego em Guadalupe; dos humildes pescadores do Paraíba do Sul, onde ela apareceudos pequenos pastorzinhos de Fátima; De Bernadette Soubirous, lenhadora de Lourdesde Caravaggio e do consolo a Joanetta Varoli ante as opressões do marido… Ficam muito claros os pontos de convergência comuns e os auxílios homônimos.

Como ignorar, pois, o auxílio que vem por Maria? Seria como desconsiderar todos os atributos de uma mãe biológica, preocupada – e às vezes até demais – com o bem estar de todos os seus filhos, indistintamente. Sou grato, sempre à Mãe de Jesus a quem um dia fui ‘apresentado’, na distante década de sessenta… Tenho absoluta certeza que de lá para cá esse Espírito amigo não mais largou a minha mão!

(Inverno de 2012).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.