Crônicas diversas Crônicas doutrinárias

“Ressonâncias”

Os templos mais antigos, de uma época em que não havia sistemas de som sofisticados, possuíam uma boa acústica – ressonância, eco, retumbo… Os sacerdotes, por ocasião da homilia ocupavam o púlpito e com facilidade faziam-se ouvir graças à acústica, ressonância, propagação de suas palavras.

* * *

Toda a ressonância ou os ecos que retumbam no Plano Espiritual a respeito de determinado reencarnando, é levada em consideração por ocasião de seu acordo, contrato ou plano de retorno à vida corporal. Diria que a sua ‘fama’ pretérita ou as ‘notícias’ a seu respeito, serão de suma importância: Todas as partes que serão envolvidas em tal contrato também se obrigarão a cláusulas baseadas em pretéritos ecos, uma vez que serão Espíritos simpáticos, atraídos pela semelhança de suas tendências. (Questão 207). E simpático aqui não se refere a ‘aprazível’, mas a tendências semelhantes, boas ou más.

Quando esse acordo reencarnatório é firmado, e isso é válido para as partes nele envolvidas, o Divino Avalista tem para com todos uma Sagrada Intenção: A evolução de todos! E esse ‘contrato’, a par da Divina Bondade, passará pela lâmina da sua Justiça…

… Dessa forma, esses ‘encontros’ poderão envolver pessoas muito afetas, para consolidarem essa afeição, mas poderá também envolver espíritos que num passado se comprouveram em desatenções, rusgas, malquerenças, chegando a inimizades… É o Mediador lhes proporcionando justas oportunidades.

Uma vez reunidas essas almas, haverá por parte de todas uma amnésia geral e  aí começará a ‘encrenca’, pois ainda dominados pelo orgulho e seus derivantes, todos se autorizarão a modificar os outros, quando precisarão entender que cada qual, produto de si mesmo ou de suas ressonâncias, é que precisará se renovar ou melhorar a emissão de seus ecos; melhorar sua fama ou suas notícias. Todos os que estiverem à sua volta serão, nada mais, nada menos, que seus colaboradores. Todos, também, dado o ‘esquecimento’ precisarão trabalhar com todas as evidências possíveis.

Ao se renovar, o homem transformará o mundo. É o que tentarão realizar essas almas ora reunidas se buscarem aprimorar os ecos que ora produzirão e que se espalharão pela acústica do sagrado templo que agora habitam.

Melhorados e renovados os ecos de cada um, suas famas ou notícias, caracterizado o avanço dos indivíduos e do Planeta… Ou as Divinas intenções se cumprindo!

* * *

Com exceção do corpo que biologicamente procede do corpo – cor e forma de cabelos, olhos, tez, estatura, feições… as almas reunir-se-ão de acordo com suas tendências, visto não procederem do espírito, mas atendendo e tão somente as ressonâncias e famas que construíram em vivências passadas. Olhar-se-ão no comum espelho de suas vidas e deduzirão que o produzido em suas pretéritas existências é totalmente semelhante ou simpático; bom ou ruim!

(Sintonia e expressões em itálico são do cap. Renovação, pag. 153 de Os prazeres da alma, de Hammed/Francisco do Espírito Santo Neto, Ed. Boa Nova) – (Outono de 2013).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.